PESSOAS OU COISAS? TER OU SER?

Boa tarde brothers e sisters revolucionários. Tudo bem com vocês?

Já se perguntaram como está sendo a construção de suas vidas nesses últimos anos?

Em um mundo que tem se buscado desenfreadamente mais o "ter" e deixado o "ser" como segundo plano, é perder o que de fato é importante e precioso: Pessoas.

A valorização excessiva em "coisas" tem deixado muitas pessoas doentes e cinzas.  Estamos tão limitados e sufocados com a correria, que não prestamos atenção nos contrastes perfeitos e imperfeitos que passam diante de nós.

Ficamos horas e horas com "coisas" do que com pessoas. Ficamos horas e horas desesperados em obtermos "coisas" do que desesperados em empoderar pessoas.

Se fixarmos somente no "ter", consequentemente escapa de nós o gosto de mudarmos, o gosto das experiências novas, do frio na barriga e o gosto de não sabermos.

Voltemos então, a essência de sorrirmos e vivermos mais.

Por um mundo com menos:

- Nossa que frio!
- Você não sabe o que é frio!

- Ai, eu estou tão cansado!
- Cansaço é o meu hoje!

- Eu me diverti muito na UREV!
- Diversão não está no meu calendário.

Para um mundo com mais:

- Nossa que frio!
- Quer meu casaco?

- Ai, eu estou tão cansado
- Serio? O que houve?

- Eu me diverti muito na UREV!
- Que máximo, como foi?
 

A arte da gentileza gera inspiração e inspiradores! Saiamos da bolha.